Conheça Leo

“Enfim descobri o tratamento que mudou minha vida e me deu mais tempo longe do hospital”.

Leo, diagnosticado com imunodeficiência comum variável (IDCV).

Como era antes de você ser diagnosticado com IDP?

Quando eu era criança, eu tinha de ir muito ao hospital com minha mãe, pois eu ficava doente o tempo todo. Quando eu ia para o hospital, eu não entendia realmente porque eu estava lá ou o que estava acontecendo. Era muito confuso para mim e para minha mãe, pois não sabíamos o que me deixava doente com tanta frequência.

Como o fato de crescer com IDP afetou sua vida?

Eu cresci sem ter ideia do que fazia eu me sentir tão estranho e eu estava sempre cansado e sem energia. Conforme fiquei mais velho, comecei a me sentir desconfortável em ir ao hospital tão frequentemente e sentia que havia algo errado comigo. Os médicos sempre me davam muitos antibióticos, mas eu estava sempre doente e nunca me sentia um adolescente normal. Apesar disso, nunca desisti do meu objetivo de trabalhar na televisão e no cinema, e agora trabalho como cinegrafista.

Como você se sentiu quando foi diagnosticado com IDP?

Por fim, há dois anos fui diagnosticado com IDP. Foi um grande alívio para mim, pois pude enfim entender o que causava minha doença e que eu tinha uma doença que poderia ser tratada.

Porque você acha que é importante falar sobre IDP?

Comecei meu tratamento para IDP no hospital, onde recebia infusões intravenosas de imunoglobulinas. Então, descobri com meu especialista que havia opiniões diferentes, e eu queria tentá-las para ser mais independente. Por fim, descobri o tratamento que mudou minha vida e me deixou mais tempo longe do hospital. Agora, tenho mais liberdade e posso viajar sem me sentir cansado o tempo todo.


* O paciente é representado nesta foto por um ator e Leo é um nome fictício.